UM PUNHO QUE SE ROMPE EM MINHA MEMÓRIA: Dos poemas de Contraverano en portugués

UM PUNHO QUE SE ROMPE EM MINHA MEMÓRIA

Jo no creia que pogués tornar.
No creia que pogues tornar mai més
a veure aquests camps, on la solitud
i l’ahandonament governen…

Antoni Marí

Aqui sempre é verão
embora nos digam que as estações chegam e o ano acaba.
Lá sempre é verão
pleno de vozes e súplicas não atendidas.
Não pretendia voltar ou que o verão fosse o paraíso,
nem mesmo ser a pele do sol abatida nos cristais.
Mas percorri as ruas,
fundi minha solas em suas calçadas
e cobrado uma quota de sol como a infâmia.

Não pretendo voltar e no entanto
meus olhos vão ao encontro desses dias de aprendizagem
e de surra.
Ainda hoje me escondo para fumar,
porque sei que mesmo crescendo,
sempre há alguém que nos vigia.

Não pretendo voltar
mas me sento à mesa onde acodem,
em menos de um ano, quatro mortos.

Não é incrível que a morte se tenha prestado
a lembrar-se de nós.

Não pretendia voltar e no entanto
uma chamada, uma notícia, algum jornal
me traz de volta ao massacre
e caminho a uma hora a menos no tempo.

Não perguntei por que lá sempre é verão,
nascíamos como ele no olhar e no entanto
um tempo de escura graça nos seduzia.

Não pretendia voltar, mas não basta querer,
o verão emana de mim e todos os caminhos entortam em sua poeira,
toda essa luz é um punho que se rompe em minha memória.

***

Vou dar a volta na página dos incêndios,
levantarei a pluma desta folha que a luz despertou,
escurecerei com um golpe de mão esta flama
que consome a si mesma.
Ficarei quieto.
Esperarei a estação de chuvaradas e manhãs frias.

Guardarei silêncio.

Traducción de Antonio Miranda

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s